Projeto Vivi saudável

PROJETO VIVI SAUDÁVEL: Relatos sobre a dieta

segunda-feira, agosto 01, 2016

Olá, gente!!! Tudo bem com vocês?
Há algum tempo eu falei com vocês que estava começando um processo de transformação em minha vida. Sim. Eu nem imaginava o quanto, na verdade.
Havia começado uma dieta e, apesar de saber e querer muito resultados positivos, não tinha noção do quanto isso mudaria minha vida.
Hoje, passados alguns meses dentro da dieta, estou com 15 quilos a menos! Sim, 15 quilos. Às vezes nem eu acredito nisso.
Esse valor a menos em um corpo de 1,52cms, significa muita coisa!!! Outro dia um amigo me disse: você perdeu uma arroba! (Coisas de interior!) Gente, uma arroba é muita coisa! Kkkk
Eu demorei um bom tempo para perceber que estava realmente emagrecendo. As pessoas ao meu redor logo viram, mas eu confesso que me olhava no espelho e ainda via a antiga Vivi. (Ainda tenho essa sensação, algumas vezes). Sobretudo quando demoram alguns dias a me ver, a percepção é maior... acho que por isso que não me via “indo embora”, já que todos os dias me olhava no espelho.
Mas aos poucos fui notando que aquelas calças que estavam ficando super confortáveis, na verdade estava muito folgadas. E fui voltando às calças antigas... que também estão folgadas.
Haviam em meu guarda roupa, as últimas calças compradas, número 46, que hoje estão inabitáveis por mim, depois as de número 44, também “excessivamente confortáveis”, e as de número 42, super confortáveis também. Não tenho mais calças de número 40.... a muito tempo elas não me cabiam. Hoje, já me vejo comprando novas calças, mas confesso que pairo na dúvida entre o seguir um pouco mais e o parar por aqui.
Meu IMC pede no máximo 55 quilos e hoje eu tenho 60. Estou feliz com o peso, embora com o corpo ainda não... Mas sei que isso eu resolverei com exercícios físicos que deixem tudo o que restou durinho e no lugar.  Na dúvida, eu apenas tenho apertado as calças antigas, algumas muito novas e pretendo realmente comprar quando eu tiver decidida do meu peso.
E foi difícil chegar até aqui?? Bem... fácil mesmo é se jogar numa panela de brigadeiro, sem medo de ser feliz. Mas não posso dizer que foi um sacrifício enorme.
Logicamente que a gente sente falta de algumas coisas, mas eu me prendi mais àquilo que eu podia do que eu não podia. Isso me fortaleceu muito!
Eu ainda penso numa batata ou mandioca passadas na manteiga, acompanhantes das porções de carne que tanto anima as reuniões de amigos, Mas enquanto eles comiam as batatas e mandiocas por mim, eu tinha as carnes! Isso é ruim?
Em quase tudo havia uma segunda opção... e eu as aproveitei como pude.  Fiz brigadeiro com leite e cacau, preparei meus kibes com carnes selecionadas, pães, mousses. Substitui a batata ou mandioca do escondidinho de carne por abóbora (hummm), transformei berinjela em massa de lasanha, descobri os prazeres de uma boa porção de legumes... Enfim tem como dizer que foi sacrificante?
Hoje, sinto-me descarregada de 15 kg no corpo, uma tonelada na alma, e um peso  incalculável no coração. Sim, as mudanças são maiores que roupas perdidas no guarda roupa... Mudança externa e interna.  Hoje estou bem melhor!
Em próximos posts vou dividir com vocês algumas coisas sobre esse período, que ainda vai continuar por um tempo, já que a dieta é um processo longo. (justamente por ser um processo que o resultado persiste). Falarei das falhas, assim como do que deu certo, das alternativas, etc.
Eu espero dividir com vocês, de verdade, o meu sucesso. E que ele ajude a várias outras pessoas, que assim como eu estava, esteja aí em casa, infeliz por perceber que se perdeu no tempo, com medo do que a saúde (ou falta dela) poderia apresentar no futuro. Hoje tenho mais esperança e quero que você também seja.


Então... que venham os próximos posts! Até breve!

You Might Also Like

0 comentários

Deixe seu comentário aqui!

Seguidores

Google+ Followers