Beleza

QUEDA DE CABELO – GUERRA INFINITA

quarta-feira, junho 06, 2018


Oi gente! 
Quem acompanha o Blog já deve ter percebido que vivo em uma luta contínua com a queda capilar. 
Já devem saber também que um dos maiores fatores é emocional e com isso é difícil de lidar... 
Mas sobre o fator físico, eu sempre tenho tentado algo eficaz. 
Meu cabelo estava com uma queda controlada, mas de repente, ele começou a cair muito, inacreditavelmente. 
Confesso que cheguei à beira da loucura, então, travei uma verdadeira guerra! 
Nesta guerra infinita, chamei vários super heróis e heroínas para atacar essa inimiga. São várias vias de ataque, com cuidados externos e internos, e até lunáticos! 
Para um ataque interno, lancei mão de heroínas vitaminadas (aliás, tem das bonitas e das gostosas também!) 
Externamente, os heróis são tônicos, shampoo, óleo e até um corte regido pela lua! 
Neste e em posts próximos, falarei sobre esses heróis e, logicamente, espero que daqui a algum tempo eu possa anunciar a vitória desta batalha! 
Em primeiro lugar, vamos falar sobre algo bem simples e barato: corte de cabelo. 
Na verdade eu fiquei pensando se cortava ou não cortava...  
Tem uma coisa que me incomoda muito: falta de volume pela queda. E é claro: quanto maior estiver o cabelo, mais esse volume fica nítido. Para mim não adianta ter meia dúzia de fios longos. Cabelo com pontas ressecadas também me irritam muito... eu prefiro cortar. 
Por outro lado, esse momento em que desejo assumir mais os cachos me leva a desejar o cabelo maior, porque meu cabelo tem um fator de encolhimento bem expressivo quando se cacheia. E quanto menos, mais aumenta esse fator. Então, fatalmente se eu cortasse, ficaria um bom tempo sem deixá-lo cacheado (falaremos sobre isso em outro post). 
Bem... estava numa indecisão terrível. 
Mas, houve outro ponto forte. 
Há quase um ano eu me abandonei. Deixei de cuidar de mim, deixei de me olhar no espelho... A aparência pouco importava, uma vez que por dentro eu não estava (e não estou) bem. 
Manchas no rosto, peso corporal, cabelo bonito... nada disso tem importância quando não se está bem por dentro... e então... meu exterior é só o reflexo do meu interior.  
Mas a queda me trouxe uma preocupação: ficarei careca? Isso parece algo bem irreversível... 
E isso me levou pra frente do espelho, o que me fez perceber que aquela imagem não podia ser meu reflexo... (momento muito triste...).  
Resolvi cuidar dos cabelos, não podia deixar isso acontecer, e, percebi as pontas... precisavam de vitamina "T", com certeza! 
Resolvi então, cortar as pontas em dia de lua crescente. Era pra ser realmente só as pontas. Mas... sei lá... acho que minha alma de cabeleireira continua por aqui. 
Mas não façam o que eu fiz. Eu fiz da pior forma possível! 
Juntei o pior dos dois mundos. O pior da cabelereira e o pior da "garota improviso". 
Não ando com a minha tesoura de cabelo por aí... e resolvi cortar bem longe de casa.... com a tesoura que tinha: uma tesoura que realmente não corta, rasga. Ela rasga papel... então, imaginem... Mas eu iria cortar o cabelo, ainda que fosse rasgado. E o que seriam as pontas, viraram uns cinco dedos... talvez mais... kkkk 
Sim, depois dessa acho que estou voltando! 
 E nos próximos posts, falaremos sobre os super heróis envolvidos nessa luta!

You Might Also Like

0 comentários

Deixe seu comentário aqui!

Seguidores

Google+ Followers