12 Semanas para mudar uma vida

12 SEMANAS PARA MUDAR UMA VIDA - SEMANA 5

sábado, novembro 10, 2018

Gerenciar os pensamentos, esse é o tema da quinta semana, e, para o autor, gerenciar os Pensamentos é: Capacitar o "eu", que representa a nossa capacidade consciente de decidir, para ser o ator principal do teatro da nossa mente. Ser livre para pensar e não ser escravo dos pensamentos; governar a construção dos pensamentos que debilitam e bloqueiam a inteligência ou que produzem transtornos psíquicos; Exercer a liderança de si mesmo.
O capítulo é bem familiar para mim, uma que vez que esse assunto foi tratado (até mais detalhadamente) no livro: "Treine o seu cérebro para provas", que já li.
Como o autor diz, essa lei da qualidade de vida é um dos pilares mais importantes de uma vida saudável, uma vez que nossos pensamentos podem nos levar a um estado magnífico ou a um estado de completo terror.
Nosso pensamento é construído não só pela "simples" decisão do "eu", mas também por três outros fenômenos inconscientes:
Gatilho de Memória: fenômeno que se faz com que cada imagem ou som seja interpretado imediatamente.
Autofluxo: fenômeno que lê milhares de  vezes a memória por dia e produz a grande maioria dos pensamentos. Produz os pensamentos que nos distraem, animam, nos fazem sonhar. Podem nos distrair e atrapalhar a concentração.
Janela de Memória, que o autor tratará em outro capítulo, neste livro, mas se trata de janelas de memórias nas quais nossas experiências e ancoramos nossos pensamentos. Basicamente, se abrimos boas janelas, teremos e replicaremos boas experiências, mas se abrimos janelas ruins (janelas killers), replicaremos experiências ruins.
Assim, o autor reforça que o maior inimigo que podemos ter não é externo, mas sim interno:
"Você pode se tornar o maior algoz de si mesmo."
O autor afirma que pensar é excelente, mas que pensar demais e sem qualidade pode ser um problema muito grande.

Formas de pensamento que transformam nossa vida em pesadelo devem ser evitadas, como:
Pensamento inquietante: pensamento sem parar. Antes de resolver uma questão, outras dez já estão na mente.
Pensamento acelerado: tentamos manter a mesma agilidade da tecnologia, como se fôssemos mesmo, máquinas. A síndrome do Pensamento Acelerado é caracterizada por ansiedade, insatisfação, esquecimento, falta de concentração, cansaço físico, entre outros sintomas.
Não se fixar no presente: remoer erros, falhas do passado. Uma alimentação de culpas e inseguranças intensas. Ou ainda pensamentos antecipados, angústias com o que se acha que vai acontecer, e muitas vezes, nem acontece.
Assim, o autor nos afirma sobre a necessidade de se gerenciar os pensamentos, fazendo o D.C.D. (duvidar, criticar, determinar). A técnica será melhor trabalhada mais adiante, mas consiste em duvidar dos seus pensamentos, para que eles não te dominem, sobretudo os negativos. Criticar cada ideia pessimista e determinar ser alegre, positivo e forte.
O capitulo é grande incentivador a tomarmos as rédeas de nossa vida, a começar pelo grande controlador: nosso pensamento. Ao controlarmos nosso pensamento, desacelerarmos e o guiarmos ao bom caminho, seremos capazes de controlarmos, em paz, nossa vida.
Até a próxima semana!

You Might Also Like

0 comentários

Deixe seu comentário aqui!

Seguidores

Google+ Followers